Posts on Twitter:

Te ofrecemos el mejor servicio de mantenimiento de equipos, asistencia técnica, mantenimiento informático, copias de seguridad, antivirus…




akoshodi is the Leader of the NG leaderboard for JavaScript with Big codebase size. Technical debt density for public code from GitHub is 0.06488749. More on .













:: IFX Watcher: Monitoreo como servicio - MaaS - :: “Este producto mejora la proactividad para mitigar futuros daños que impactan de una forma negativa el core de las compañías de los clientes"













¡No pierdas ventas y usa la tecnología a tu favor! info@ibbox.com.mx




Met trots hebben wij vanavond de Award voor Innovator of the Year ontvangen op het Dutch IT-channel Awards Gala! Een bekroning op het geweldige afgelopen jaar! Iedereen bedankt voor het stemmen.






















Are you wasting time and money with your licenses? There's software to track that, and it can save you big $$$. We profile one package that will do just that ->




Saw this for the first time... perfect and true. Will someone please walk in here singing - it would make my day!






Posts on Tumblr:

Scrum

Provavelmente a metodologia ágil mais popular de todas é o Scrum, um framework para auxiliar no desenvolvimento de aplicações complexas. A metodologia foi publicada por Ken Schwaber e Jeff Sutherland em 2001 após anos de estudo sobre o tópico datando desde os anos 80. O Scrum sugere que a nossa equipe tenha pelo menos 3 tipos de responsáveis:

  • O product owner é a pessoa na equipe que vai entender o produto e vai indicar qual direção que deve ser tomada. Pode ser a própria pessoa que quer o produto do serviço contratado ou alguém da nossa equipe que estará sempre em contato com a empresa que nos contratou.
  • O Scrum master é o responsável por gerenciar o fluxo e os artefatos Scrum. Ele deverá transformar as vontades do product owner em tarefas que, quando concluídas, resultarão naquilo que o product owner deseja ver, ou pelo menos chegar próximo disto.
  • Os desenvolvedores se organizarão para completar (ou recusar se acreditarem inviáveis) as tarefas propostas pelo Scrum master.

Com estes papéis em mente, fica fácil compreender as sprints, que são os ciclos sobre os quais o Scrum opera:

  • Inicialmente, há uma reunião entre o product owner e o Scrum master para decidir o quê desenvolver desta vez. Em geral, um produto é composto de vários incrementos passíveis de serem feitos um de cada vez. Para cada incremento, organiza-se um sprint de desenvolvimento.
  • Após a escolha do incremento a ser feito, o Scrum master e a equipe de desenvolvimento começam com os sprints. Cada sprint deve durar no máximo 1 mês e deve conter pelo menos: um momento de planejamento, definindo as tarefas a serem concluídas e quanto tempo é necessário para completá-las; e uma retrospectiva, para identificar o que deu certo e o que deu errado no trabalho decorrido. Recomenda-se que o planejamento ocorra diariamente e a retrospectiva, semanalmente. Desta forma, sempre estaremos de olho em todo o processo, garantindo assim a qualidade do serviço prestado e da vida da equipe.
  • Com o fim do sprint, há a entrega do incremento do produto ao product owner, que decide se quer mais incrementos ou não após avaliar a iteração realizada. Neste momento, o product owner pode querer revisar o seu backlog do produto e ver se os incrementos que ele tinha em mente no início realmente estão de acordo com as vontades dele.

Apesar desta metodologia ter sido feita para direcionar a produção de software, ela pode ser extendida para outras áreas e criar um modelo mental simples de ser entendido por todos os envolvidos mas eficiente o suficiente para evitar problemas.