Posts on Twitter:

Destaques no portal Sobre: SEJA UM COLABORADOR: Saiba como em nosso portal
















Você já ficou um dia sem beber água? Se ficar, vai morrer! Assim é a notícia. É impossível ficar sem informação, caso contrário, cairá no abismo da ignorância e se tornará cego. Não é atoa que o super-herói mais poderoso do universo é um jornalista.













































Posts on Tumblr:

Profissionais antiéticos são perigosos: muitos colocam a ética de lado e estão mais interessados no dinheiro do que em vidas humanas.
—  Ben Oliveira

Antes de escolher uma terapia, pesquise muito. Não confie em depoimentos de outras pessoas, independente do nível de influência que ela tem.

⚠️ Ozonioterapia não tem nenhuma comprovação para autismo e inúmeras condições. Fica dica!

Autistas não são cobaias. Trate o autista de sua família com mais respeito. Não seja enganado.

Está sendo enganado? Alerte outras pessoas. Compartilhe o post!

Fica dica! Cuidado com conselho. De boas intenções, o inferno está cheio.

Texto da imagem:

A ozonioterapia está no mesmo nível de charlatanismo que as falsas vacinas contra o câncer feitas a partir de urina e drogas ilegais de câncer importadas do exterior.
– Britt Marie Hermes, pesquisadora biomédica

Desde que algumas pessoas descobriram que além de autista/Asperger, sou jornalista, elas me bloquearam e/ou fecharam o perfil para mim. Meu radar dificilmente falha.

Se eu souber de envolvimento com tratamentos falsos, eu não vou ficar em silêncio.

Estou conscientizando para que os familiares façam a parte deles e denunciem profissionais antiéticos, mas se as pessoas se omitirem, quebrarei mais silêncios.

Quando falamos de tratamentos falsos, as pessoas imaginam coisas ‘básicas’. O que elas não imaginam são crianças sendo torturadas e morrendo nas mãos de profissionais irresponsáveis e pais que não pesquisaram o suficiente sobre o assunto e foram enganados.

Estão avisados. Nunca escondi minhas intenções. Sou transparente. E não sou o único lutando contra o charlatanismo. Nem todo mundo se posiciona publicamente. Não quer dizer que não estejam de olhos abertos.

Há muita sujeira embaixo do tapete. Profissionais charlatões palestrando em eventos de autismo: algo totalmente contrário ao que é esperado das associações. As associações INTERNACIONAIS de autismo emitem alertas sobre tratamentos falsos: o que não acontece no Brasil. Falta mais responsabilidade.

Vocês podem tentar difamar e silenciar uma pessoa, mas não todas – ou podem tentar até todas. Podem acusar adultos de fingirem o autismo, mas é mais fácil provar que somos autistas do que provar que tratamentos falsos funcionam ou que existem ex-autistas. Fica dica.

O movimento da Neurodiversidade no Brasil só está começando… Vamos quebrar tabus, preconceitos, informações falsas, charlatões e mitos do autismo.

Onde há fumaça, há fogo. Estão com medo? Que bom!