Posts on Twitter:

A pesar de que la piel es un mismo órgano, no tiene las mismas necesidades en cada parte de nuestro cuerpo. 😱 — SEYTÚ Cosmética (SeytuCosmetica) April 21, 2019




Sombra aquí, sombra allá Maquíllate, maquíllate 💁 Encuentra las mejores marcas de cosmética en Atalaya y ¡Ponte ready! ⚡




¡COSMÉTICA NATURAL PARA HOMBRES! /KILI.G/ Tenemos una gran variedad de productos para los que les guste cuidarse. Kili.g ha diseñado para el , , , productos para y el 👉🌿




Talleres Puerta Violeta Taller de Cupos limitados ➡Martes 23/4 de 14 a 17hs. 18 a 21hs ➡Viernes 26/4 de18 a 21hs. APBell 1037







Hoy es último día de vacaciones, así que habrá que aprovecharlo al máximo! Leire y Panchito lo tienen clarísimo... feliz día de Pascua.



Posts on Tumblr:

youtube

FRUCTIS GARNIER PURE FRESH AGUA DE COCO CON JAVIER ORGAZ

instagram

El movimiento 💋 Las sensaciones más potentes en maquillaje surgen de la energía 💣 “Maquillese usted 2019” el taller donde aprender a sacarse partido una misma 🙌🏻 #pacopacomadrid #plasencia #estetica #cosmetica #color #love #maquillaje #malemua #mua #selfmakeup #makeupaddict #lipstick #motd #makeuplover #anastasiabeverlyhills #makeupjunkie #hudabeauty #instamakeup #wakeupandmakeup #cosmetics #lips #beautyblogger (en Plasencia, Extremadura, Spain)
https://www.instagram.com/p/BwJbzvXnYqf/?utm_source=ig_tumblr_share&igshid=9tnusymn722s

Made with Instagram
Afinal, o que é Frequência Modulada?

É a frequência de bursts por segundo (bps). É a corrente de baixa frequência que será utilizada para a estimulação neuromuscular dos tipos de fibras musculares distintas. 

Normalmente os parâmetros de modulação dos aparelhos fabricados no Brasil vão de 0 a 100 Hz (e até 150 Hz), mas alguns aparelhos trazem ainda um parâmetro fixo de 50 Hz (como proposto anteriormente no aparelho usado por Kots na década de setenta).  

#78 Alta voltagem - resumo para prova

Qual a definição da alta voltagem?

1. Corrente de baixa frequência. 

2. Corrente pulsada.

3. Monofásica (2 fases): 

2 picos geminados e 1 base de corrente contínua de baixíssima amplitude.


4. Frequência ajustada; 

5.  Intensidade em Volts; 

6. 2 eletrodos ativos e 1 dispersivo.

A área dos eletrodos ativos não deve exceder a do dispersivo; (o eletrodo ativo deve ser menor que o dispersivo). 

 O eletrodo dispersivo deve ser posicionado a 20 cm dos ativos;


-  Quais os modos de estimulação?

1. APLICAÇÃO ESTÁTICA: 2 Eletrodos ativos (menores) 1 dispersivo (maior).

Esse modo trata: Edema localizado, Cicatrização de feridas e alívio de dor.


2. APLICAÇÃO DINÂMICA: 

1 Eletrodo ativo (aplicador + eletrodo) e 1 dispersivo (esponja vegetal) 

2 Eletrodos ativos e 1 dispersivo. 

Gel com ativos e Movimentos circulares 

Esse modo trata: Eletroporação, drenagem linfática.


- Quais são as POLARIDADES?

POLO NEGATIVO - CATÓDICA: Estimula a cicatrização dos tecidos, reduz edema, promove a proliferação de fibroblastos e aumento do fluxo sanguíneo.

(Não promove alteração no calibre dos vasos).

POLO POSITIVO - ANÓDICA: Desnaturação de proteínas, redução de mastócitos em feridas e estimulação de crescimento de novos capilares - Modificação na estrutura - ELETROPORAÇÃO.

(Reduz maneira significativa o diâmetro das arteríolas quando aplicada abaixo do limiar motor visível).


- Quais são as capacidades de estimulação?

Fibras sensoriais (controle da dor). 

Fibras motoras (contração muscular). 

Fibras nociceptivas (controle da dor). 

Alteração transitória da membrana celular: Eletroporação (canais de aquaporina).


- O que é ELETROPORAÇÃO? É uma técnica que ajuda na penetração de ativos.

- Como OCORRE a ELETROPORAÇÃO?

Aplicação de pulsos elétricos de alta voltagem  ☛   ultrapassam a barreira da membrana celular  ☛ alteração do potencial de membrana  ☛ Estado de stress biológico da célula  ☛ formação de poros em sua membrana e abertura dos canais proteicos. 

REEDUCAÇÃO VASCULAR

▪Drenagem linfática 

▪Redução de edemas


CONTRA-INDICAÇÕES
- Não aplicar altas intensidades em locais próximos ao coração;
- Não aplicar diretamente sobre o seio carotídeo;
- Processos infecciosos;
- Pacientes incapazes de fornecer um feedback sensitivo;
- Útero gravídico;
- Pacientes portadores de tromboflebite;
- Portadores de marca-passo e próteses metálicas.

#77 Corrente contínua/ galvânica/ microgalvânica - resumo para prova

1. CORRENTE CONTÍNUA CONSTANTE

Uma corrente é considerada contínua quando não altera seu sentido, ou seja, é sempre positiva ou sempre negativa.

2. CORRENTE GALVÂNICA

É  uma  corrente  com  fluxo  constante  de  elétrons em  uma  só  direção. Esse fluxo  não  sofre  interrupção nem  variação  de  intensidade  na  unidade  de tempo . 

Uso  de  uma  corrente  contínua,  unidirecional,  polarizada,  baixa  frequência, intensidade  em mA,  que permite  a  introdução  de  íons  para  o  interior  dos  tecidos (ionização)

ÂNODO:

- Transfere os elétrons.

- Polos positivos.

- Atrai ânions.

- Ocorre a oxidação.

CÁTODO:

- Recebe elétrons.

- Polo negativo.

- Atrai cátions.

- Ocorre a redução.


O que é ionização e eletroporação?

- IONIZAÇÃO: A ionização para a pele aplica uma corrente elétrica, quebrando as moléculas do princípio ativo do produto utilizado no tratamento, facilitando a absorção da pele e acelerando os resultados. Com isso, a cútis é estimulada e melhora a atividade celular, promovendo uma revitalização na região.

- ELETROPORAÇÃO: É um procedimento que utiliza a corrente elétrica para aumentar a permeabilidade dos portais intracelulares, facilitando a penetração no tecido. É importante que o produto/ativo seja próprio para o procedimento, ou seja, indicado como eletroporável.

O estímulo dado na pele pelo eletroporador ajuda na abertura ou permeabilidade das passagens entre as células, a ponto de prepará-la para a recepção de ativos. Pode ser um hidratante, calmante, renovador celular, controlador de oleosidade, clareador, entre outros.


O que é PERMEABILIDADE CUTÂNEA? É como funciona?

A permeabilidade é uma das funções biológicas da pele que se mantém enquanto o organismo está vivo. A permeabilidade depende de outras funções e fatores.

A penetração ocorrerá de três formas:

1 - Intercelular – entre as células.
2 - Transcelular – através das células.
3 - Transanexial – pelos anexos cutâneos (óstios e poros).  



CORRENTE GALVÂNICA

Adaptada para uso na estética, sua unidade de medida é o miliampère (mA). 

Utiliza-se dois eletrodos: positivo e negativo.

 A corrente galvânica (contínua): O movimento das cargas de mesmo sinal se deslocam no mesmo sentido, com uma intensidade fixa. 

Baixas intensidades são mais efetivas como força direcional. 

Assim, são previstas doses de 0,1 a 1 mA por área do eletrodo em centímetros quadrados (cm2 ), sendo que a relação de 0,3 a 0,5 mA/cm2 é a mais descrita em estudos clínicos de Iontoforese em humanos.

  - Quais são os efeitos fisiológicos da corrente galvânica?

Vasodilatação e excitação nervosa; 

Hiperemia (ocorre nos dois pólos, porém é mais forte no negativo) = aumento da oxigenação, irrigação, defesa, aporte de nutrientes e aumento do metabolismo; 

Analgésico (aumenta o limiar de excitabilidade das fibras nervosas sensitivas diminuindo estímulos dolorosos).

Eletrosmose (transferência de líquidos de um pólo para o outro – do + para o -).


- O que o cliente pode sentir durante o tratamento?  Formigamento e/ algum gosto (amargo, dose).

- O que o cliente não pode sentir?  Ardência e pinicamento excessiva, queimação, dor.


CORRENTE MICROGALVÂNICA

De baixa intensidade em microampéres (μA).

É indicada para tratamento de linhas de expressão, rugas e estrias (eletrolifting ou galvanopuntura). 


Como realizamos essa técnica?

Para a realização desta técnica, há necessidade de um eletrodo ativo de área reduzida (agulha – minimamente invasiva ou ponteira para eletrolifting – não invasiva) que favorece a concentração da corrente fixada em uma caneta especial. O eletrodo dispersivo que fecha o campo elétrico é do tipo placa de alumínio revestida por esponja vegetal umedecida em água ou eletrodo de metal rolinho e deve ser fixado próximo ao local em tratamento.



CONTRA INDICAÇÕES

 ▪Portadores de marcapasso e cardíacos 

▪Gestantes 

▪Feridas abertas e processos inflamatórios 

▪Dermatites

 ▪Pinos ou placas 

▪TVP (trombose venosa profunda) e problemas venosos graves

 ▪Câncer

 ▪DIU 

▪Propensas a queloide 

▪Varizes

 ▪Feridas, inflamações ou lesões no local da aplicação

#76 Alta frequência - resumo para a prova

- DEFINIÇÃO:

1. Corrente alternada;

2. Frequência elevada (superior a 100.000Hz)


“Quanto mais baixa a frequência (Hz), mais profundo atinge.”

O que é intensidade? quantidade de energia oferecida para o corpo.

- Alta frequência - utiliza eletrodos de vidro.


Como funciona?

Ao passar a corrente pelo eletrodo onde contém gás, o meio condutor entre a bobina e o cliente, ioniza as moléculas do gás produzindo um campo eletromagnético que ozônio.


Coloração azul - gás xênon;

Coloração violeta - gás argônio;

Coloração alaranjada - gás neônio.


Quais os efeitos fisiológicos da HF?

1. Térmico: Passagem de arco voltaico em contato deixa sobre a pele energia em forma de calor. (principal efeito de HF).

2. Vasodilatador: Produz estímulo na circulação periférica, provocando vasodilatação. (hiperemia).

3. Antibactericida e antisséptica: Produção do ozônio quando a corrente entra em contato com ar.


Quais são os tipos de eletrodos?

Quais as formas de aplicação?

1. Aplicação direta.

2. Aplicação direta a uma certa distância.

3. Aplicação indireta.


Quais são as possibilidades de aplicação?

1. FLUXAÇÃO.

2. FAISCAMENTO DIRETO.

3. FAISCAMENTO INDIRETO.

4. FULGURAÇÃO.


Quais os efeitos das possibilidades de aplicação?

1. FLUXAÇÃO: passagem lenta e por igual dos eletrodos, eletrodos com superfície plana, em contato direto sobre a pele. efeito descongestivo e calmante. 

Utilizada: 

✓ Pós depilação; 

✓ Tratamentos capilares com o eletrodo pente;

 ✓ Pós limpeza de pele.

2. FAISCAMENTO DIRETO: Se aplica com o eletrodo um pouco afastado da pele provocando faíscas, nesse método de aplicação tem maior formação de Ozônio.


Utilizada:

 ✓ Pós depilação; 

✓ Tratamentos capilares com o eletrodo pente; 

✓ Pós limpeza de pele com maior efeito bactericida e fungicida.



3. FAISCAMENTO INDIRETO: O cliente segura o eletrodo saturador em uma das mãos e a bobina na outra, o profissional atua na pele deste cliente realizando pinçamento. Permite tonificar, estimular as terminações nervosas da pele e auxilia na permeação de ativos.

4. FULGURAÇÃO:  Técnica onde se utiliza o eletrodo fulgurador com o faiscamento direto, gerando cicatrização e no estancamento de sangue (efeito homeostático).

CONTRAINDICAÇÕES E CUIDADOS:


✓ Portadores de marca-passo; 

✓ Neoplasias (câncer); 

✓ Pessoas cardíacas;

 ✓ Gestante;

 ✓ Pessoas com distúrbios de sensibilidade; 

✓ Epiléticos, diabéticos descompensados; 

✓ Portadores de pinos ou placas metálicas no local da aplicação. 

✓ Portadoras de rosácea, ou que tenham extrema sensibilidade ao calor.)

#75 Eletroterapia - tecidos e suas resistências

“QUANTO MAIS ÁGUA TEM O TECIDO, MELHOR É A SUA PROPRIEDADE DE CONDUZIR A CORRENTE ELÉTRICA.”


Ordem da classificação:

 pouco condutores - condutores médios - bons condutores.


1. Osso - Pele úmida - Sangue.

2. Gordura - Tendões - Linfa.

3. Pele seca - Fáscias grossas - Líquidos corporais.

4. Pêlos - Cartilagens - Músculos.

5. Unhas - (————) - Vísceras.

6. (——-) - (———–) - Tecido nervoso.


Outra (forma) classificação:

POUCOS CONDUTORES:

1. Osso.

2. Gordura.

3. Pele seca.

4. Pêlos.

5. Unhas.

CONDUTORES MÉDIOS:

1. Pele úmida.

2. Tendões.

3. Fáscias grossas.

4. Cartilagens.

BONS CONDUTORES:

1. Sangue.

2. Linfa.

3. Líquidos corporais.

4. Músculos.

5. Vísceras.

6. Tecido nervoso.


TECIDOS EXCITÁVEIS E NÃO EXCITÁVEIS

- Tecidos excitáveis:

1. Fibras nervosas.

2. Fibras musculares.

3. Células sanguíneas.

4. Membranas celulares.


- Tecidos não excitáveis:

1. Ossos.

2. Cartilagem.

3. Tendões.

4. Ligamentos.

#73 Como ocorre a eletroterapia?

Originally posted by tomandharrisongifs

Resumidamente: 

A eletroterapia faz uso de impulsos elétricos a fim de prejudicar a transmissão dos sinais de dor para o cérebro.


A eletroterapia faz uso de estímulos com 2 objetivos:

1º - Interferir na transmissão dos sinais de dor para o cérebro;

2º - Estimular a contração muscular ao influenciar a atividade elétrica muscular.

- Músculos e tecidos são estimulados (por meio de aparelhos) a produzir endorfina. O hormônio, que é responsável pela sensação de prazer e bem-estar, atua como um analgésico.

Além disso, dependendo do método utilizado, é possível promover a nutrição e a regeneração tecidual, estimular as células do corpo, agilizar a cicatrização, aumentar o fluxo sanguíneo do organismo, atuar como anti-inflamatório, entre outros.

A aplicação das correntes elétricas alternadas nos músculos pode, ainda, provocar contrações para prevenir a trofia muscular e auxiliar no início da recuperação da massa muscular após lesões.

SOBRE OS AGENTES… Existem 4 tipos:

1. MECÂNICOS

2. TÉRMICOS

3. LUMINOSOS

4. FÍSICOS


- Quais as funções de cada um?

1. Mecânicos: cinesioterapia massoterapia, ultrassom terapêutico.

2. Térmicos: agentes quentes ou frio.

3. Luminosos: fototerapia

4. Físicos: crioterapia, termoterapia, diatermoterapia e eletroterapia.

CLASSIFICAÇÃO DAS CORRENTES ELÉTRICAS 

Segundo suas frequências

1. BAIXA: abaixo de 1000Hz I Ex: corrente galvânica; contínua e alta voltagem.

2. MÉDIA: 1000Hz até 100.000Hz I Ex: Corrente Russa e Aussie.

3. ALTA: 100.000Hz adiante I Ex: Alta frequência, radiofrequência.


Segundo suas correntes

1. Corrente contínua: unidirecional e ininterrupto.

Polarizada: mesma forma de condução: POLO NEGATIVO E POSITIVO NÃO SE ALTERAM.

2. Corrente alternada: bidirecional e ininterrupto. Acontece a reversão de polaridade.

Despolarizada: Quando não há polo definido: POLO NEGATIVO E POSITIVO SE ALTERAM.

3. Corrente pulsada: unidirecional e bidirecional e interrompido por um período de tempo finito.



A camada mais externa da pele possui um baixo conteúdo de água, o que a torna um fraco condutor elétrico.

- Os ossos, tendões, fáscias e tecido adiposo também são fracos condutores por seu baixo teor aquoso (20 a 30%).

- Músculos, nervos e sangue tem alto teor aquoso (70 a 75%), sendo bons condutores elétricos.

“Quanto menor o tamanho do eletrodo maior é a densidade da corrente, maior será sua resistência”.

#72 ELETROTERAPIA - uma pequena história do inicio.

Originally posted by animenmemeslol

A ORIGEM…

43 A.C: Scribonius Largus - Médico do imperador romano Claudio, descreveu com detalhes o uso do peixe elétrico para tratar GOTA e dores de cabeça.

Segundo ele, “as dores de cabeça, inclusive as crônicas e insuportáveis, são tratadas com a aplicação do peixe elétrico vivo sobre o local da dor, com a chegada da dormência, o peixe deve ser removido” 

Usina de força - Descarga de um peixe elétrico pode chegar a 600 V mais que cinco vezes a de uma tomada de 110 V.


1781: Luigi Galvani

Ele investigou o efeito da eletricidade sobre a contração muscular. Descobriu que as pernas do sapo se retorcem quando a eletricidade é passada através dos músculos, um fenômeno chamado galvinismo que leva ao assunto do tratamento por eletroterapia.

Foto 1 - Experimentos de “ressurreição” (espetáculos públicos) de Aldini - sobrinho de Luigi Galvani em que corpos mortos se movimentavam sob efeito dos impulsos elétricos.

Foto 2 - Máquina de eletroestimulação - Guillaume Duchenne du Boulogne - “De l’electrisation localisée”, 1861.